PR7 - TRILHO AZEVIM - OUTEIRO ALVO + LAMAS DE MOURO +  SANTUÁRIO DA PENEDA 

 

Este percurso é feito pelo trilho da Peneda, mas com saída e chegada à Bouça dos Homens. Tem duas alternativas: a visita ao posto de vigia de Outeiro Alvo e a subida e descida a Lamas de Mouro — a primeira  Porta do P.N.P.G. Pela sua extensão de 33 Km, este trilho apresenta uma dificuldade média, destinado a pessoas com alguma preparação física.

A saída da Bouça dos Homens é por asfalto, e assim se mantém durante um quilómetro, sempre a descer. Ao chegar à estrada, entra-se no trilho da Peneda que é a subir.

Grande parte do trilho da Peneda é em piso empedrado. Enquanto se continua a subir, para trás e ao longe fica a Bouça dos Homens.

Em algumas zonas, encontrarão piso em terra, mas são poucos os metros em que tal acontece. No final da subida, antes de começar a descer, abandonem o trilho da Peneda, desviem-se à esquerda para tomar a direção do posto de vigia do Outeiro Alvo.

A subida ao posto de vigia não tem um trilho definido. Será preciso procurar o melhor terreno para caminhar.

Sigam o GPS ou as  várias Mariolas (várias pedras sobrepostas) existentes ao longo do percurso.

Há zonas onde se consegue ver um pequeno trilho calcorreado, mas são poucas.

Ao longe, avista-se o posto de vigia do Outeiro Alvo, que serve de guia na orientação do caminho a seguir.

Nos últimos metros da subida, poderão apreciar as fabulosas paisagens desta zona do P.N.P.G, nomeadamente da Serra da Peneda.

O posto de vigia do Outeiro Alvo está a mais de 1.300 metros de altitude. Se assim desejarem, têm a possibilidade de entrar e subir aos andares superiores, usando a escada móvel que se encontra no interior.

Chegados ao pico, façam uma paragem para apreciar as ondas montanhosas delineadas no horizonte: uma vista que nos torna pequeninos perante tamanha beleza e magnitude!

A descida do posto de vigia é feita pelo mesmo percurso da subida, em sentido descendente. Sigam até entrarem novamente no trilho da Peneda.

O trilho da Peneda continua em piso empedrado e com algumas zonas em terra. 

Depois de uma pequena subida, iniciem a descida até encontrar a estrada.

O final do trilho empedrado termina num largo em terra.

Quando encontrarem uma cancela ou uma vedação, após a passagem, voltem a fechá-la, ação necessária para proteger o gado.

Ao chegar à estrada, voltem a subir seguindo o GR 50, em direção a Lamas de Mouro.

Cruzem o rio Peneda por uma ponte de pedra e sigam por um dos trilhos mais belos desta zona.

Continuem a subir por um caminho empedrado, notório da dimensão do trabalho do Homem para criar vias de acesso entre as várias localidades. Estes eram  os caminhos usados pelos nossos antepassados para as suas deslocações.

Subam pelo caminho, sempre junto ao rio Peneda e cruzem a estrada para continuarem a subir por mais trilhos de inigualável beleza.

Ao longo deste percurso, é possível observar marcações de rotas diferentes, entre elas a da Via Mariana.

O final da subida termina nas Alminhas do Lagarto. O «Lagarto» encontra-se lá em cima, espreguiçado ao Sol, mantendo esta posição há vários anos. Esta é uma das muitas esculturas feitas pela Natureza que podem encontrar ao percorrer esta serra .

Depois de subir é necessário descer, descida esta que vos levará até à entrada da Porta de Lamas de Mouro.

Na Porta do P.N.P.G. de Lamas de Mouro podem encontrar vários espaços de lazer, piscinas naturais e o Centro Interpretativo. Aqui podem recolher várias informações sobre o P.N.P.G.

Nesta localidade há um mini mercado, snack-bares e o Restaurante «Vidoeiro», locais onde poderão repor as energias perdidas ou comprar bens essenciais ou produtos locais, tais como mel e fumeiro.

Está na hora de voltar atrás pelo mesmo caminho, em direção à Peneda.

Ao fazerem o percurso inverso, passam pelos mesmos trilhos.

Em ambos os sentidos, o trilho e as paisagens mantêm a mesma beleza natural, tão própria deste P.N.P.G..

Chegados, novamente, ao trilho da Peneda (anteriormente abandonado para subir a Lamas de Mouro, um desvio de cerca de 15 km) desçam até ao Santuário de Nossa Senhora da Peneda.

Os últimos metros da descida são pela estrada. Já no lugar da Peneda, poderão visitar o majestoso Santuário, ex-libris da região.

Na Peneda há um hotel com restaurante, vários snack-bares e lojas com lembranças, louça e produtos locais.