A 1,5 km da Casa do Azevim

O fojo dos lobos espelha bem a luta homem-lobo. Armadilhas de paredes graníticas, que culminavam num poço, os fojos tinham como objetivo atrair os lobos para a morte. Os animais eram encurralados na sequência de batidas organizadas pela população para se protegerem das alcateias que rondavam as aldeias.

Mantendo a beleza de outros tempos, existem vários ao longo do Parque, alguns deles muito próximos da Casa do Azevim. A escassos metros, podemos encontrar exemplares, hoje marcas do passado. Mesmo em ruínas, muitos são obras-primas ancestrais que se impõem no desenrolar dos novelos da história

FOJO DO LOBO DA BOUÇA DOS HOMENS